Guia Completo da Gratidão |
A arte da apreciação

o guia completo da cocriação com a gratidão

Alguma vez na vida você já se perguntou porque algumas pessoas são tão felizes e outras não?

Você pode ter até conhecido algum caso em que a pessoa tinha tudo e, ainda assim, vivia em profunda tristeza.
Ou até mesmo o caso contrário, em que a pessoa tem pouco e é tão feliz.
Você pode tentar atribuir qualquer relação entre dinheiro e felicidade e, lá no fundo, você sabe que essa relação é bem aleatória porque você conhece evidências de vários casos.

E na verdade, você também sabe que pouco importa a vida de alguém. Você quer mesmo é sentir a sua felicidade todo dia. Sentir a satisfação correndo na sua mente todo dia.

Ser feliz é da sua natureza. SIM!

A verdade é: ser feliz é da sua natureza. SIM!
Hoje eu acho engraçado o fato de que, quando eu falo que a felicidade é o seu estado natural de ser, muitas pessoas ainda reagem dizendo que é uma utopia ou exagero.

"Não é possível viver feliz todos os dias.
E ainda complementam: esse tipo de positivismo é tóxico!

Se você é uma dessas pessoas, deixa eu te contar o meu ponto de vista sobre a felicidade e o porquê que eu acredito que ser feliz é seu estado natural de ser.
E é claro que eu não fui sempre assim. Eu também já estive coberta por roteiros invisíveis que diziam que a felicidade está no futuro casado com alguma ocasião.
Como se fosse preciso de uma ocasião especial para sentir essa felicidade. E quanto mais eu procurava por ela, mais distante ela parecia de mim.

Quando eu passei pelo ano mais triste da minha vida, eu compreendi que a minha felicidade não era para ser buscada, era para ser sentida. Porque ela sempre existiu dentro de mim.

Quem mais me ajudou a ver isso foi ver meu filho. Eu adoro ver o comportamento das crianças em relação a várias perspectivas porque elas são puras, estão sem os roteiros do mundo, sobre quem você deveria ser e como a vida realmente é.

Interessantemente, ele acordava sempre alegre. Tudo era motivo para mais risada. O sorrisão estava estampado no seu rosto todo santo dia.

Como alguém poderia dizer que é utopia ser feliz todos os dias, se as próprias crianças o são?

O problema então, não era a felicidade em si, mas todos os roteiros ao em torno dela.
Os maiores roteiros sobre a felicidade que eu tinha eram:

Eu preciso fazer alguém feliz.
Eu preciso ser dessa forma para que essa pessoa seja feliz.
Quando eu aposentar, finalmente serei feliz.
Quando eu tiver muito dinheiro, os problemas vão diminuir, eu vou para a Disney, daí então serei feliz.
Quando eu trocar de carro, vou ser mais feliz ainda.

Claro que nenhuma dessas histórias são verdades. Mas, como um dia eu acreditei nelas, elas foram verdades para mim em um espaço de tempo.
E que o mais me ajudou a mudar essa perspectiva foi, justamente, compreendendo que meu estado natural é a felicidade, é a alegria.

O seu estado natural de ser é a felicidade

Eu vejo a felicidade como uma grande onda de bem estar que sempre está fluindo na sua direção. Ela sempre está presente na sua vida. É uma escolha sua aceitá-la ou não.
Indo um pouco mais a fundo, nós vivemos no Universo de bem estar. Esse Universo sempre está te enviando sem limites, sem condições e o tempo todo bem-estar. É um fluxo direto e constante de bem-estar sempre para você.

Como esse Universo em que vivemos é o Universo de bem-estar, o bem-estar é natural para você. E quanto mais bem-estar você sente, mais você gera dentro de você. Se sentir bem é o ato mais natural que existe para você.

Quando você sente a felicidade, você tem o sentimento puro de se sentir bem. Esse sentimento imensamente positivo é a pura conexão entre você e a sua alma. 
É como se você estivesse em concordância total com a sua alma. Por isso, sente tão bem essa onda de bem estar.

Quando acontecem alguns eventos em que você não se sente muito bem, é possível que você sinta as emoções negativas.
Essas emoções só estão te dizendo que o que passa na sua mente está em discordância com a sua alma. Sua alma sempre quer o melhor para você. Sua alma sempre olha para você com o maior amor do mundo.

Então, por exemplo, quando você era criança e alguém te dissesse: você é feia porque está fazendo isso. Ou, você não merece isso porque o que fez não é bom.
Nesse exato momento, você não se sentiu bem e sentiu as emoções negativas. Essas emoções negativas apenas estavam te mostrando que essas frases que alguém disse não estava em concordância com quem você realmente é.

E você sempre sabe quem você realmente é. Todas as vezes que alguém te reprimia ou falasse coisas horrorosas, você não sentia bem porque você sabia que você não era assim.

Eu fiz esse gráfico para ilustrar um pouco o que estou dizendo:

Então, quando criança, você sempre estava seguindo a sua onda de bem estar, por isso sempre estava feliz.
Nos momentos em que sentia a discordância com quem realmente é, você presenciava essas emoções negativas. E depois, você voltava para a sua onda natural de bem estar.

Então, você ficava constante em sua curva de felicidade, alguns dias mais intensos outros menos intensos. E quando saia fora, bem rápido voltava para a sua curva.

Com o passar do tempo, você foi escutando muitas histórias e verdades do mundo sobre a felicidade:

Dinheiro não compra felicidade.
Você tem que sofrer, ralar, pra ganhar muito dinheiro.
Você tem que fazer seus pais felizes.
Você tem que fazer seu namorado feliz.
Você está na luta para fazer seus filhos felizes.

Então, o gráfico acima se torna assim:

Você vive mais em uma onda de tristeza, ou de apatia, que nada mais é do que a não aceitação da onda de bem estar. E em algumas ocasiões, você se permite e sentir a felicidade. A partir de então, você começa a entender que a felicidade só acontece durante algumas ocasiões.

Como se a felicidade fosse um evento aleatório e, algumas vezes, casados com alguns eventos.

E a partir daí, a vida começa a ser apenas uma grande chata caminhada para pagar boletos.
Você já sabe e não custa nada lembrar de que a sua visão de mundo é só sua. Não é uma verdade absoluta. 

Se você está vendo o seu mundo dessa forma e deseja o ver de uma forma melhor, talvez basta mudar os conceitos das suas verdades.

Como voltar ao seu estado natural de felicidade?


O primeiro passo para voltar para o seu estado natural de felicidade é justamente no questionamento das verdades que você carrega sobre felicidade.

É sobre mudar as suas verdades e as histórias que você fica contando sobre ela.

Se uma história não te faz sentir bem, mude essa história. Afinal, o seu mundo é só seu. Você tem o poder de mudar todas as suas histórias para se sentir bem.

Depois que você questionar todas as suas verdades que te incomodam, é hora de começar a criar as histórias que te fazem se sentir bem. A vida é sua, você pode construir as histórias que mais fizerem sentido para você.

Agora, é só se permitir a sentir a sua felicidade.
É se permitir a se sentir bem.

O melhor caminho que eu encontrei para sentir a minha felicidade foi a gratidão. Agradecer é sobre identificar tudo o que você já tem de bom na sua vida e deixar de lado tudo o que te falta.
Quanto mais evidências você procura para se sentir grata, mais evidências aparecem para você.

Agradecer é sobre se residir no momento de aqui e agora. E aqui e agora, tudo está bem.

Você está pronta para ser feliz naturalmente todos os dias?    
Vamos começar! Vem comigo!

Por que eu escrevi esse Guia lindão da Gratidão?

Eu sou a Carol Tomazetti, empreendedora criativa e cheia de alma.
Em 2017, eu entrei na fase mais escura da minha vida. Eu era a tristeza. Eu entrei em uma enorme busca para compreender o que havia acontecido comigo.

Foi nessa incessante busca que eu compreendi de coração como o Universo funciona. Inclusive, já escrevi esse Guia contando como funciona uma das leis do Universo, que é a lei da atração.
Eu encontrei justamente que a minha vida era uma tristeza porque eu era a tristeza. A minha vida era um fracasso porque eu era o fracasso.

Veja bem: eu tenho na minha vida tudo aquilo que eu sou.

É sobre ser para ter.


Eu entendi de coração como tudo isso funcionava. Eu comecei a rastrear meus pensamentos e comecei a ver evidência deles na minha própria realidade.

Mesmo assim, tudo era bem devagar. As mudanças pareciam difíceis e duronas. Tudo o contrário que eu acreditava.

Como que eu poderia fazer essa incrível mudança na minha vida de uma vez por todas?
Como que eu me poderia abrir o máximo para a felicidade e retornar para o meu estado natural de ser?


Eu encontrei as minhas respostas na GRATIDÃO!

Porque agradecer é o ato de se aterrar nesse momento aqui e agora. É nesse reconhecimento de que, aqui e agora, eu sou e tenho o suficiente que eu sinto o amor fluindo até mim e através de mim.

Eu compreendi que enquanto eu queria que tudo mudasse, eu continuava recebendo mais motivos para desejar a mudança.

Enquanto eu não assumi o reconhecimento de que aqui e agora já é muito bom, aí sim eu comecei a me mover para onde eu queria ir.

Conseguiu pegar o pulo do gato?

Enquanto você deseja mudança, você vai receber mais motivos para desejar a mudança.
Quando você agradece o que já é, tudo fica cada vez melhor.
É nessa posição de que eu amo demais onde eu estou, que a minha vida começou a fluir. Ou seja, eu assumi que ela já estava mudada e comecei a me mover com o fluxo da vida.

E se eu amo demais onde eu estou, eu me sinto bem aqui e agora. Quanto melhor eu me sinto, então melhor fica.

Entenda também que, quando eu amo o aqui e agora, isso não é um sentimento de acomodação ou de eu aceito ficar assim para o resto da vida. Eu não disse isso.

Primeiro, só existe na vida o aqui e agora. Se você não for agora, o que você quer ser, então você nunca vai ser.  E ser é sobre sentimentos, não tem nada a ver com coisas materiais ou com condições.

Segundo, quando agradecemos aqui e o agora, estamos reconhecendo que agora já é incrível. Então, por lei, só pode ficar mais incrível ainda.

Eu sei... isso vai completamente contrária à forma humana de se viver.  Eu chamo essas formas de roteiros invisíveis. Esses roteiros são histórias ou verdades que te contam que parecem serem verdades absolutas universais.

E não existe uma única verdade absoluta. Você é a criadora da sua própria realidade, você pode escolher todas as histórias que deseja para a sua vida.

Você pode ser sim rica de felicidade, agora mesmo!
Você pode ser sim satisfeita com a sua vida, agora mesmo!

Quanto mais eu me aproximo do meu coração, mais eu vejo que a minha vida é um grande clichê. E, talvez, o maior dos clichês seja: tudo é amor.

Quanto mais eu aprofundo meu entendimento desse Universo, mais eu constato que tudo é amor.
Inclusive os cientistas já mostraram que quem manda no sistema humano todo é o coração. O coração possui neurônios também. Ele é muito mais do que uma bomba de sangue.

É ele que manda os comandos para o cérebros para garantir que a máquina humana continue e, se necessário, se cure.

O poder dos sentimentos

Os seus sentimentos são o maior poder que você tem.  Eles são a conexão direta entre você e o Universo. Eles são o maior indicativo do fluir da sua própria vida.
Quanto mais sentimentos positivos você sente, mais em sintonia com a sua própria vida, você está.

Quanto mais sentimentos negativos você sente, mais desconectada da vida você está.
Veja bem, esse é um dos papéis dos seus sentimentos: te mostrar onde você está em relação ao que você quer.

Ter experiência de sentimentos negativos não quer dizer que você é fraca, que não consegue... (liste aqui seus pensamentos). Você tem esse sentimento justamente porque esses pensamentos não condizem com quem você verdadeiramente é.

Seus sentimentos negativos só estão te falando que esses pensamentos não estão em concordância com o fluxo da sua vida.

Eu quero dizer que: ao pensar em não merecimento, você vai sentir sentimentos negativos. Você já nasceu merecedora de tudo do bom e melhor que há. Ao pensar em não merecimento, a resposta de pensamentos negativos vem para te mostrar que esse pensamento de não merecimento está desconectado de quem você realmente é.

Os sentimentos vem em resposta dos seus pensamentos.

Faz sentido para você?

Quanto mais desses pensamentos você sente, mais intensos serão seus sentimentos negativos. E isso só está te mostrando que sua alma está dizendo que você está desconectada. Que esses pensamentos não te representam.

Esse é um dos grandes papéis das suas emoções: te guiar de onde você está para onde deseja ir.

Quanto mais emoções positivas, mais você está no caminho certo.
Quanto mais emoções negativas, mais você não está no caminho.

Entenda que o destino final é você que escolhe, sempre.  De acordo com a sua própria escolha, sua alma vai te guiar até onde você deseja.

Porque não existe uma força aleatória de vida. Existe o que você quer, o que você deseja.
A sua vida começa de você. E ela acontece de você e para você.

E suas emoções sempre estão te guiando para o seu melhor caminho.

Em construção...

Em construção...

Em construção...

Como ser rica de felicidade para sempre

Em construção...

o guia completo da cocriação com a gratidão

Conclusão

Em construção...

Eu sou a Carol Tomazetti e eu sou livre. Eu sou alegria. Eu amo compartilhar minhas incríveis experiências de vida para quem tem interesse em cocriar a sua realidade, do seu jeito.

Sou completamente apaixonada pelo funcionamento desse Universo, a.k.a. lei da atração. Foi na compreensão de coração dela que hoje eu me torno cada vez mais uma pessoa incrível.

Quando eu falo sobre as minhas aventuras, as pessoas acham que eu vivo no mundo das maravilhas, assim como Alice. E eu realmente vivo.

Tenho a expectativa positiva de que você vai amar tudo isso! 💖💖💖
Carols Euler
os emails mais divertidos e cheios de alma que você vai receber na vida. É gratis!
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.